,

Minicongresso da BVS Integralidade

A organização de uma biblioteca virtual, a definição de descritores, a visibilidade da informação, o uso da tecnologia e a disposição online de material científico. Esses foram alguns dos desafios discutidos durante o 1º Minicongresso da BVS Integralidade, que aconteceu nos dias 9 e 10 de abril, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

 

Dezenas de bibliotecários e outros profissionais da informação, representantes da BIREME, OPAS, Fiocruz, IMS-UERJ, Ministério da Saúde e diversas instituições parceiras da Rede estiveram presentes ao evento, que abrigou ainda a 7ª reunião dos Comitês Consultivo e Executivo da Biblioteca Virtual em Saúde Integralidade.

 

O Minicongresso foi marcado ainda pela definição da Matriz de Responsabilidades – documento que estabelece as responsabilidades das instituições no projeto – e pelo lançamento do selo “BVS Integralidade – Tô dentro!” “A integralidade é importante de per si”, disse o diretor da BIREME, Adalberto Tardelli, que participou de todo o Minicongresso. “É essencial estar discutindo essa temática como modelo de organização de uma rede”. Tardelli sinalizou com a possibilidade de haver uma subárea específica para o conceito de Integralidade. Para Sandra Infurna, bibliotecária do Lappis, todo o movimento que vem sendo feito pela BVS Integralidade tem ajudado a dar visibilidade à temática.

 

Durante todo o Minicongresso, muito se discutiu sobre a complexidade da terminologia e dos vários descritores na informação em ciências da saúde. O coordenador da Política Nacional de Humanização (PNH), Gustavo Nunes, participou da mesa “Integralidade em Saúde: contribuições de um conceito para a sistematização da informação em saúde”.

 

O Minicongresso terminou com a discussão da Matriz de Responsabilidades, atividade conduzida pela coordenadora adjunta da BVS Integralidade, Elysângela Dittz Duarte (Escola de Enfermagem da UFMG), e com uma avaliação geral feita pelos participantes.

 

Na quarta-feira, ainda, antes mesmo do início do Congresso, bibliotecários que integram o Comitê Executivo da Biblioteca Virtual em Saúde – Integralidade participaram de um treinamento sobre a utilização de plataformas e suportes para informação em saúde. O treinamento foi ministrado por Luciana Danielli de Araújo (Icict/Fiocruz) e Sandra Infurna (Lappis-IMS/UERJ). Participam do treinamento bibliotecários da UFF, UNIVASF, UFRG, UERJ (CBC/CBB), FGV, UEA e ESPJV/FIOCRUZ.

 

Para ler a matéria na íntegra, acesse: http://www.lappis.org.br/site/noticias/116-destaques/832-minicongresso-da-bvs-integralidade.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *